Cicatrizes

Cicatrizes

Dizem que se cortarem o rabinho de uma lagartixa, ele cresce de novo… Infelizmente com a gente não acontece assim. Quando o ser humano sofre qualquer corte na pele, terá uma cicatriz.

Quanto mais complexa é a pele, mais difícil será para regenerá-la. Por isso, qualquer cirurgia de pele em humanos, mesmo por plástica, deixa marcas.

Algumas pessoas cicatrizam muito bem com marcas imperceptíveis e outras têm tendência a cicatrizes mais escuras, mais irregulares. O que determina a boa qualidade da cicatriz é principalmente a capacidade de cicatrização de cada indivíduo.

As cicatrizes inestéticas podem ser:

Hipertróficas – se alargam e tem alto relevo permanecendo dentro do limite do corte.

Queloideanas – crescem além do limite da incisão e podem formar placas ou tumorações altas.

Hipotróficas – deprimidas, fundas que aparentam baixo relevo em relação ao nível da pele.

Hipercrômicas – escuras, arroxeadas, amarronzadas mesmo após 1 ano de pós operatório.

Hipocrômicas – mais claras do que a cor da pele.

Bridas – algumas cicatrizes podem ser tão rígidas ao ponto de limitar a flexibilidade da pele. Isto pode causar problemas de mobilidade em articulações ou da musculatura.

O que determina a boa qualidade da cicatrização?

  1. Boa genética (não ter tendência a queloides ou cicatrizes hipertróficas)
  2. Não fumar (cigarro prejudica a oxigenação da pele)
  3. Estar bem nutrido (nada de dietas com restrição de proteínas e vitaminas antes e logo após operar)
  4. Boa técnica cirúrgica (fios, tipos de pontos, bordas bem coaptadas)
  5. Evitar tensão (respeitar o repouso pós operatório, cintas compressivas)
  6. Evitar sol no pós operatório
  7. Ter cuidados anti infecção (mãos limpas, cuidados com curativo)
  8. Cumprir as recomendações específicas do cirurgião quanto ao uso de pomadas, géis, tiras de silicone, compressão, massagens…
  9. Tempo (cicatrizes melhoram coloração, consistência e aspecto com meses de evolução)

Se mesmo fazendo tudo direitinho, a cicatriz não ficar boa, existem meios de melhorá-la. Pode ser indicado: compressão, fitas de silicone, injeção de corticoide, betaterapia, lipoenxertia, PRP, tatuagem ou até mesmo a retirada da cicatriz com outra cirurgia. Em caso de bridas, o tratamento envolve cirurgias plásticas específicas.

Se você tem uma cicatriz que incomoda, marque uma avaliação com a Dra Barbara Rosas. Poderemos oferecer o tratamento mais indicado para cada caso.

CIRURGIÃO PLÁSTICO MEMBRO

HSites

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?